terça-feira, 29 de dezembro de 2009

CHEGA DE PREVISÕES E VAMOS AOS DESEJOS DE FELIZ ANO NOVO PARA TODOS, SEGUIDORES E LEITORES, QUE DEUS OS ABENÇOE EM TODO 2.010

Posted by Picasa

NO ENSINO, AS TRANSFORMAÇÕES DA PRÓXIMA DÉCADA RESULTARÃO EM MUDANÇAS RADICAIS

Como introdução a este assunto da maior importância, queremos lembrar que a China e a Índia, apesar de terem 1/3 da população mundial, somente agora passaram pelo efeito da globalização a serem considerados de uma forma inédita, levando em consideração não só a quantidade, mas o esforço pela qualidade. Por exemplo, se considerarmos apenas os 16% mais inteligentes e estudiosos da Índia, teremos mais pessoas que toda a população do Brasil. Da China precisaríamos de apenas 14%. Isto é, hoje em dia, há mais gente preparada e inteligente na China ou na Índia que pessoas no Brasil. Em média enquanto 30 bebês nasceram nesta época do ano no Brasil, 244 nasceram na China e 351 na Índia (neste país ainda não há controle de natalidade como se tenta fazer na China).
Outro detalhe destes países de massa tentando adicionar qualidade a sua população é o fato da China além de ter a língua mais falada no mundo em quantidade de pessoas, o mandarim, em breve será também o país que mais fala inglês no mundo – as crianças aprendem a internacional língua inglesa ainda no final do ensino fundamental.
Entrando mais diretamente no assunto do ENSINO, podemos afirmar, segundo a ONU, que os estudantes de hoje passarão por dez e catorze empregos até os 38 anos de idade. Aquela idéia de que os profissionais devem ter poucos empregos registrados na carteira profissional está saindo de moda. Nos EUA, mais da metade dos profissionais trabalha menos de cinco anos na mesma empresa. Somente 25% dos profissionais permanecem na mesma empresa por mais de um ano.
Precisamos saber que as dez profissões que serão indispensáveis em 2.010 sequer existiam em 2.004. Ou seja, estamos preparando estudantes para profissões que ainda não existem, que usarão tecnologias que ainda não foram inventadas, para resolver problemas que ainda nem sabemos que existem e a Internet cada vez mais faz parte do problema e inicia a solução com uma quantidade de acessos batendo recorde sobre recorde, pois vivemos tempos exponenciais da informática e não podemos deixar de saber que a informação está cada vez mais nos meios digitais.
A quantidade de informações técnicas novas dobra a cada 2 anos. Para os estudantes isto significa que metade do que aprende no 1º ano de Faculdade estará ultrapassado no terceiro ano.
Ainda em meio a minha carreira docente, grandes estudiosos defendiam que, pela necessidade de atualização, os diplomas universitários deveriam ser revalidados a cada cinco anos. Mas para 2.010, estudos prevêem que o conhecimento humano dobrará a cada 72 horas. Isto significa que todo profissional precisa mais ainda se atualizar de forma constante, a prazos mais curtos e sabendo usar todos os instrumentos disponíveis.
Pesquisadores de alta tecnologia nos dizem que em 15 anos, universitários em início de carreira terão no computador mais do que um instrumento indispensável, pois ele tende a assumir um novo papel muito próximo das características de um concorrente humano. Isto tanto pelo aprofundamento do conhecimento tecnológico, como pela facilidade de custo, uma vez que os EUA estão fornecendo para crianças de países em desenvolvimento aparelhos, laptops, por US $ 100, como mencionamos na crônica anterior sobre AS VELOCIDADES DAS TRANSFORMAÇÕES NA INTERNET PARA 2.010. Desta forma, acreditamos que o ensino tem que se adaptar aos novos paradigmas da próxima década, considerando que a capacidade computacional aproxima-se do seu limite. Se o Brasil desconsiderar esta tendência, poderá ser incluído no grupo dos países ultrapassados e improdutivos, logo agora que estava conseguindo reconhecimento internacional de sua potencialidade para ocupar um lugar nos grupo dos oito mais desenvolvidos ou ao menos no top10.

Prof. Angelo M. Moreira da Rocha

domingo, 27 de dezembro de 2009

AS VELOCIDADES DAS TRANSFORMAÇÕES NA INTERNET PARA 2.010 IMPRESSIONAM.

Os meios de comunicação, a informática e a Internet estão globalizando e mudando cada vez mais nosso mundo...
As pessoas estão usando cada vez mais o acesso para a Internet. Neste mesmo ano mais de 106 milhões de usuários estavam registrados no MySpace.
Hoje, no limiar do ano de 2.010, há mais de 50 milhões de usuários no Orkut. Se o MySpace fosse um país seria o 11º maior do mundo, entre o Japão e o México e o Orkut o 24º maior país do mundo, entre Itália e a Coréia do Sul.
Também se constatou que, hoje, são feitas 2,7 bilhões de perguntas ao Google a cada mês. Um profissional de informática fez a seguinte pergunta pitoresca:
- A quem as pessoas perguntavam A.G. – antes do Google?
A verdade é que estamos vivendo tempos exponenciais da informática. Você sabia que o número de mensagens texto transmitidas todos os dias excede a população do planeta que está em torno de 6,6 bilhões de pessoas?
Estudos prevêem que em 2.010 o conhecimento humano, em especial no campo tecnológico, dobrará a cada 72 horas. Isto significa que todo profissional precisa se atualizar sempre e saber que a informação está cada vez mais nos meios digitais. Fibras óticas de 3ª geração, recentemente testadas pela NEC e ALCATEL, conduzem 10 trilhões de bits por segundo num único fio. Isto equivale a 1.900 CDs ou a 150 milhões de ligações telefônicas simultâneas a cada segundo. A cada seis meses este número triplica.
Já existem cabos e fibras suficientes para tudo isto, o que se faz hoje é apenas melhorar as conexões e o custo dessas melhorias é praticamente zero.
Assim, tudo está indicando que, em muito breve, talvez até ainda neste ano de 2.010 que está começando, o papel eletrônico estará mais barato que o papel real.
No ano passado foram comercializados 47 milhões de laptops no mundo e já está pronto nos EUA um projeto de fornecer a partir de 2.010 entre 50 a 100 milhões de laptops por ano a US$ 100 para crianças dos países em desenvolvimento. Há previsões que em 2.022 haverá no mercado da informática um supercomputador que alguns dizem poder exceder a capacidade computacional do cérebro humano.
Este último dado eu coloco em suspeição, primeiro porque Deus nos fez com um cérebro de tal capacidade operacional que fosse bem suficiente para poder comandar um corpo de funcionamento complexo e quase perfeito. Se a criatura chegar ao ponto de construir máquinas de tal magnitude, acredito que o Criador mandará de volta Jesus para modificar ou acabar com este mundo, levando os que são Dele para a Sua eternidade.
Voltando às difíceis previsões tecnológicas vamos admitir que nos próximos 15 anos um computador custando aquele preço estará disponível para aumentar consideravelmente a capacidade computacional de toda espécie humana. O que tudo isso significa?
Simplesmente que mud@nç@s @contecem! Atenção para onde chegaremos!

Prof. Angelo M. Moreira da Rocha

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

DEUS USA BONS TIMES DE SAÚDE

Estes, abaixo, são os componentes principais do nosso TIME DE SAÚDE. FELIZ NATAL, PRÓSPERO E ABENÇOADO ANO NOVO PARA TODOS ELES E SUAS FAMÍLIAS:












MAIS UM LUGAR PARA COMEMORAR

Primos e ex-aluno em seu RESTAURANTE recomendado em Teresópolis:


quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

ENTÃO É NATAL - ORIGINAL DE JONH LENNON

Este é o vídeo do original da música de Natal mais cantada nas residências, no comércio e na mídia em geral. A VERSÃO em portugês foi gravada por Simone. Uma cantora e muitas crianças cantam junto com a tradução da letra no vídeo abaixo para ser outro reforço para seu NATAL e ANO NOVO também.

video

UM SONHO DE REVELAÇÃO DIVINA REFORÇA O ESPÍRITO DE NATAL

Sonhei que tinha marcado uma ENTREVISTA COM DEUS.
-Entre - falou DEUS. Então, você gostaria de me entrevistar?
-Se tiver um tempinho, disse eu.
DEUS sorriu e falou:
-Meu tempo é eterno, suficiente para fazer todas as coisas; Que perguntas você tem em mente?
- O que mais o surpreende na humanidade? Perguntei...
DEUS respondeu:
- Que as pessoas, minhas criaturas, se aborreçam de ser crianças e queiram logo crescer e aí, desejam ser crianças outra vez.
- Que desperdicem a saúde para ter dinheiro e aí percam dinheiro para restaurar a saúde.
- Que pensem ansiosamente sobre o futuro, esqueçam o presente e, dessa forma não vivam nem o presente, nem o futuro.
- Que vivam como se nunca fossem morrer e que morram como se nunca tivessem vivido.
Em seguida, a mão de DEUS segurou a minha e por um instante ficamos silenciosos...
Então eu perguntei:
- PAI, quais são as lições de vida que deseja que seus filhos aprendam?
Com um sorriso DEUS respondeu:
- Que aproveitam esta época para reconhecer que, pela vinda missionária do meu filho unigênito, Jesus Cristo, todos podem voltar, como você falou, a serem meus filhos amados, da mesma forma que Jesus passou a ser também o primogênito de todos vocês.
- Que aprendam que não podem fazer com que alguém os ame. O certo é se deixar amar, lembrando que o exemplo do amor de Jesus é o de doação, entrega e sacrifício.
- Que aprendam: o mais valioso não é o que se tem na vida, mas QUEM se tem na vida em conseqüência do que você é.
- Que aprendam que não é bom se compararem uns com os outros. Por que todos serão julgados individualmente sobre seus próprios méritos no uso dos seus talentos que distribuí de forma diversificada entre todos vocês.
- Que aprendam: uma pessoa rica não é a que tem mais, mas a que precisa menos, e que pensa em acumular bens para a vida eterna futura.
- Que aprendam que só é preciso alguns segundos para abrir profundas feridas nas pessoas amadas e que são necessários muitos anos para curá-las..
- Que aprendam a perdoar, praticando o perdão recíproco - pois não é suficiente que sejam perdoados, mas que perdoem a si mesmos, sem estabelecer limites.
- Que aprendam que há pessoas que os amam muito, mas que simplesmente não sabem como expressar ou demonstrar seus sentimentos.
- Que aprendam que dinheiro pode comprar muita coisa, exceto felicidade, paz e saúde.
- Que aprendam que duas pessoas podem olhar para a mesma coisa e vê-las de forma totalmente diferente.
- Que aprendam que um amigo verdadeiro é alguém que sabe tudo sobre você e gosta de você do jeito que é, nunca estando ausente naqueles momentos mais preciosos, importantes e delicados.
Por um tempo, permaneci sentado, desfrutando aquele momento. Agradeci a Deus pelo seu tempo e por todas as coisas que tem feito por mim e Lhe prometi acrescentar a esta gratidão muita adoração.
ELE respondeu:
- Estarei sempre onde alguém precisar de ajuda. Tudo que precisam fazer é chamar por mim, clamar em oração conforme o aniversariante Jesus lhes ensinou.
- Também se lembrem que todos podem esquecer o que EU disse, podem esquecer o que EU fiz, apesar do registro das Escrituras Sagradas, mas jamais EU esquecerei de cada um de vocês.
Então, em reconhecimento do que DEUS é e ao tempo que Ele nos dedica, é importante arranjar também um tempinho para contar estes sonhos que Ele nos revelou. Assim estou escrevendo para vocês que são especiais para Ele, para mim e para tantas outras pessoas que, como nós, são gente que gosta de gente, pois quem não vive para servir não serve para viver.

Prof. Angelo M. Moreira da Rocha (modificado e adaptado de texto de "autor desconhecido")

domingo, 13 de dezembro de 2009

NO DIA DA BÍBLIA, UMA CONTROVÉRSIA COM A CIÊNCIA

Fato ocorrido em 1892, verdadeiro e integrante de um conjunto de biografias contidas em compêndio da época, livro a respeito da ciência e seus cientistas, nos relata o seguinte:
Um senhor de 70 anos viajava de trem tendo ao seu lado um jovem universitário, que lia um livro de ciências. O senhor, por sua vez, lia um livro de capa preta. Foi quando o jovem percebeu que se tratava da Bíblia aberta no livro de Marcos.
Sem muita cerimônia o jovem interrompeu a leitura do ancião e perguntou:
- O senhor ainda acredita neste livro cheio de fábulas e crendices?
- Sim, mas não é um livro de crendices. É a Palavra de Deus, inspirada por Ele desde os primórdios dos tempos usando mais de 40 autores de diversas épocas que escreveram e descreveram assuntos extremamente coerentes e concordantes. Estou errado?
- Mas é claro que está. Creio que o senhor deveria estudar a História Universal. Veria que a Revolução Francesa, ocorrida há mais de 100 anos, mostrou a miopia da religião. Somente pessoas sem cultura ainda crêem que Deus tenha criado o mundo em seis dias. O senhor deveria conhecer um pouco mais sobre o que os nossos cientistas pensam e dizem sobre tudo isso.
- É mesmo? E o que pensam e dizem os nossos cientistas sobre a Bíblia, fizeram alguma experiência concluída com sucesso comprovado?
- Bem, respondeu o universitário, teria muito para lhe dizer, mas como vou descer na próxima estação que está chegando, falta-me tempo agora, mas deixe o seu cartão que eu lhe enviarei o material pelo correio com a máxima urgência, pois o senhor está precisando ler e ficar mais bem informado.
O velho então, cuidadosamente, abriu o bolso interno do paletó e deu o seu cartão ao universitário.
Quando o jovem descia os degraus da saída do trem, leu o que estava escrito no cartão e parou de repente. Ficou imobilizado e com o rosto vermelho, sentindo-se pior que uma ameba. Só saiu do trem porque os outros passageiros que iam saltar naquela estação reclamaram dele e o empurram para fora. Na plataforma, ficou olhando para o trem saindo da estação e leu de novo cabisbaixo o cartão que acabara de receber daquele senhor onde estava escrito antes do endereço:
"Professor Doutor Louis Pasteur, Diretor Geral do Instituto de Pesquisas Científicas da Universidade Nacional da França".
Alem de inúmeras vacinas e da fundação do Instituto Pasteur em Paris, foi ele quem criou um processo de purificação do leite conhecido por sua causa como pasteurização. Foi Pasteur também quem disse a frase: "Um pouco de ciência nos afasta de Deus. Muito, nos aproxima."
Outro grande cientista mais antigo e não menos conhecido – Galileu Galilei – quando provocado pelos religiosos do seu tempo, que tanto o desagradavam por perseguir seus inventos e sua pessoa, respondeu ao questionamento sobre a existência ou não de Deus, da seguinte forma:
"O mundo, a natureza, funciona como um relógio, tem que haver um Relojoeiro".
A grande maioria dos cientistas dos nossos dias tem a consciência de que alguns mistérios da vida Deus nos dá a conhecer somente pela fé, que dispensa, impede comprovação científica e é desenvolvida pela Sua carta de amor ou manual do fabricante que é a Bíblia. Outros são revelados pessoalmente a algumas pessoas da forma e no tempo que Ele determinar. E os demais que não temos acesso apesar da evolução tecnológica, são reservados exclusivamente no pleno conhecimento Dele que é onisciente, onipresente e onipotente.

Prof. Angelo M. Moreira da Rocha

sábado, 12 de dezembro de 2009

O QUE É O NATAL PARA UM ESPERTO MENINO DE RUA?

Eu, menino, sentado na calçada, sob um sol escaldante de uma nova manhã, observava a movimentação das pessoas em volta, e tentava compreender o que estava acontecendo.
Que é o Natal? Perguntava-me, em silêncio. Eu, menino, ouvira falar que aquele era o dia em que Papai Noel, em seu trenó puxado por renas, cruzava os céus distribuindo brinquedos a todas as crianças. E por que então, eu, que passo a madrugada ao relento nunca vi o trenó voador e já estamos na véspera de mais um Natal? Onde estão os meus presentes? Há, o Natal não é isso. Esta deve a estória que contam para crianças menores que eu.
Talvez fosse um dia especial, em que as pessoas abraçassem seus familiares e fossem mais amigas umas das outras. Mas então por que eu, sentado no meio-fio, não recebo sequer um sorriso? Perguntava-me, com tristeza. E por que a polícia trabalha no Natal? E eu, menino, entendia que não devia ser assim...
Imaginava que talvez o Natal fosse um dia mágico porque as pessoas enchem as igrejas em busca de Deus.
Mas por que, então, não saem de lá melhores do que entraram?
Não vejo mudanças e cresce a ânsia de compreender essa ocasião diferente.
E mergulhado em tão profundas reflexões, vi aproximar-se um homem...Era um belo homem...
Não era gordo nem magro, nem alto nem baixo, nem branco, nem preto, nem pardo, nem amarelo.
Era apenas um homem com olhos cor de ternura e um sorriso em forma de carinho que, numa voz em tom de afago, saudou-me:
Olá, menino!
Oi!... respondi, meio tímido.
E, com grande admiração, vi-o acomodar-se a meu lado, na calçada, sob o sol escaldante.
Eu, menino, aceitei-o como amigo, de pronto, num só olhar. E atirei-lhe a pergunta que me inquietava e entristecia meus pensamentos:
O que é o Natal?
Ele, sorrindo ainda mais, respondeu-me, com serenidade:
Meu aniversário.
Como assim? Perguntei, percebendo que ele estava sozinho. Por que você não está em casa? Onde estão os seus familiares preparando uma festa para você?
E ele me disse: Esta é a minha família, apontando para aquelas pessoas que andavam apressadas. E eu não compreendi.
Você também faz parte da minha família, acrescentou, aumentando a confusão na minha cabeça de menino.
Não conheço você eu disse! Ele me respondeu de pronto:
É porque nunca lhe falaram de mim para você. Mas eu o conheço. E o amo...
Tremi de emoção com aquelas palavras, na minha fragilidade infantil. Você deve estar triste, comentei. Porque está sozinho, justo na véspera do dia do próprio aniversário...
Neste momento, não estou sozinho, estou com você! Respondeu-me, com um sorriso.
E conversamos; uma conversa de poucas palavras, muito silêncio, muitos olhares e um grande sentimento, na forma de aprendi ser de uma oração que fazia arder o coração.
A noite chegou... E as primeiras estrelas surgiram no céu. E conversamos... Eu, menino, e Ele. E Ele me falava, e eu O entendia. E eu O sentia. E eu O amava... Eu sorri cheio de uma felicidade que tinha esquecido.
Quando a madrugada chegou e, enquanto piscavam as luzes que iluminavam as casas, Ele se ergueu e eu adivinhei que era a despedida. E eu suspirava, de alma renovada.
Abracei-O pela cintura, e lhe disse: Feliz aniversário!
Ele ergueu-me no ar, com Seus braços fortes que pareciam BRILHAR, irradiando amor e paz, e disse-me:
Presenteie-me compartilhando este abraço com a minha família, que também é sua... Ame-os com respeito e ternura, com carinho e amizade. Seja um novo menino e tenha um feliz Natal!
E porque eu não queria vê-lo ir-se embora, saí correndo em disparada pela rua. Não o alcancei, mas senti que estava levando-O para sempre no mais íntimo do coração...
E saí em busca de braços que aceitassem os meus... E eu, menino, nunca mais O vi. Mas fiquei com a certeza de que Ele sempre está comigo, e não apenas nas noites de Natal...
E eu sorri... pois agora eu sei que Ele é Jesus que também foi menino... E é por causa Dele e do Seu nascimento em nós que existe o Natal.
Prof. Angelo M. Moreira da Rocha

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

VOLTAMOS AO NATAL

Iniciando as comemorações do NASCIMENTO DE JESUS, postamos a imagem estabelecida como a mais representativa destas FESTAS nas metrópoles abaixo e, acima, uma visão do início do brilho da "prata da casa". Prometemos textos para refletir sobre o significado do NATAL para todos e assim fazer juz aos mais de 1.000 acessos ao nosso Bolg. OBRIGADO.






sábado, 28 de novembro de 2009

Continuando a Introdução ao NATAL: O EXEMPLO DE LIDERANÇA

Amigos, irmãos, colegas e parentes. Um grande Consultor abordou o tema sobre o MAIOR LÍDER QUE JÁ EXISTIU ENTRE NÓS. Se você não conhece o vídeo anexo que já circulou pela Internet, preste atenção até o final pois ele aborda verdades absolutas - não considere a figura apresentada pois ela não é nada mais do que um estereótipo a respeito deste grande LÍDER. Prof. Angelo
video

NATAL CHEGANDO, HORA DE ESQUECER AS FUTILIDADES...

Sempre que se aproxima o Natal, surgem de "todos os lados" restrições e histórias mal contadas ou interpretadas fora do espírito natalino. Pretendemos, logo de saída, deixar em nosso Blog Jornal/ALMANAQUE MODERNO, algumas lembranças e desmistificações para que a data seja comemorada como se deve e da forma como ela pretende representar.
De início, muitos estudiosos que fizeram seminário cristão semelhante ao nosso, afirmam que o NASCIMENTO DE JESUS não foi nem poderia ter sido no mês de dezembro, dia 25. Os argumentos vão desde as características do oriente médio da época ao recenseamento que as autoridades romanas estavam fazendo. Tem base correta estes motivos, mas em qualquer outra data haveriam alguns destes e outras ponderações para por em dúvida algo sem nenhuma importância. O dia certo do NASCIMENTO DE JESUS é o que menos importa, poderia ser escolhido qualquer dia e o 25 de dezembro foi o preferido e incluído na nossa tradição milenar e ponto final. O intuito é o que importa: LEMBRAR DO PLANO DE DEUS, enviando seu filho unigênito para nascer como qualquer um de nós e viver em nosso meio para nos ensinar, salvar, dar-nos herança de vida eterna, tendo em vista ter-nos restituído a condição de filhos de Deus.
O segundo aspecto combatido por muitos é a figura do PAPAI NOEL. Sua origem remota a tempos próximos da idade média onde um cidadão chamado Nicolau, tido como santo, desenvolvia o costume de dar presentes a todas as crianças, principalmente na época da comemoração do NATAL. O costume foi absorvido pela sociedade e estendido também aos adultos como forma de reforço da representação AMOROSA do dia natalino. Pelo fato de ser aquele personagem originário dos países colonizados pelos vikings, mais provavelmente a Finlândia, os demais aspectos foram acrescentados como sua morada próxima ao Pólo Norte (com neve abundante), sua vinda por todo mundo em um carrossel puxado por renas, etc. Claro que o Papai Noel ficou restrito a uma lenda infantil, mas também simbolizando aquele ESPÍRITO DE CONFRATERNIZAÇÃO ENTRE TODAS AS PESSOAS. Tanto a pureza e a ingenuidade das crianças, como a intenção amorosa dos adultos de se presentearem se justificam e estão de acordo com a comemoração e lembrança que devemos ter do ATO DE AMOR MAIOR DO NOSSO DEUS, o que não significa dizer que Papai Noel existe ou que ele é o Papai do Céu.
Para não nos estender muito, os restantes exageros de origem doutrinária ou mística, se prendem a decoração da ÁRVORE DE NATAL, dos enfeites luminosos e da representação do nascimento de Jesus por meio de um presépio. Árvore é um símbolo da natureza do Criador relacionado ao ser humano e não tem mal nenhum em si mesmo. Os enfeites iluminados das comemorações podem ser vistos como representações Daquele que é o Pai das luzes, em Quem não existem trevas. Já as obras artísticas nos presépios trazem somente um problema de Deus desejar que não se façam imagens do que já não está entre nós. Isto porque o homem tem a tendência de adorar ou aguçar seu orgulho com obras criadas por ele que é uma criatura, esquecendo-se de concentrar sua adoração no Deus Pai e Criador, no seu filho Jesus - o aniversariante do dia 25 de dezembro - e no Espírito, alem do sentido altruísta do amor que deve ser compartilhado no Natal.
Concluindo, vamos nos preparar para a lembrança festiva do nascimento de Jesus deixando de lado todas estas especulação que podem prejudicar este ESPÍRITO PRINCIPAL DE LEMBRANÇA DO AMOR DE DEUS EM CRISTO JESUS. Juntar a família e os amigos junto a uma mesa com os alimentos preferidos, trocar presentes, se alegrar, MAS NUNCA DEIXAR O ANIVERSARIANTE de lado, sem ao menos UMA ORAÇÃO DE AGRADECIMENTO POR TUDO QUE ELE FEZ POR NÓS.

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

QUEM FICARIA DE PÉ ???

Esta é uma estória que aconteceu há alguns anos, na Universidade da Carolina do Sul, nos Estados Unidos. Havia um professor de filosofia que era um ateu convicto. Sempre sua meta principal era tomar um semestre inteiro para provar que DEUS não existe. Os estudantes sempre tinham medo de argüi-lo por causa da sua lógica impecável. Por 20 anos ensinou e mostrou que jamais haveria alguém que ousasse contrariá-lo, embora, às vezes surgisse alguém que o tentasse, nunca o venciam. No final de todo semestre, no último dia, fazia a mesma pergunta à sua classe de 300 alunos:
- Se há alguém aqui que ainda acredita em Deus e em Jesus, que fique de pé! Em 20 anos ninguém ousou levantar-se. Sabiam o que o professor faria em seguida. Diria :
- Porque qualquer um que acredita em Deus é um tolo! Se Deus existe impediria que este giz caísse ao chão e se quebrasse. Esta simples questão provaria que Ele existe, mas, não pode fazer isso! E todos os anos soltava o giz, que caia ao chão partindo-se em pedaços. E todos os estudantes apenas ficavam quietos, vendo a DEMONSTRAÇÃO. A maioria dos alunos pensavam que Deus poderia não existir. Certamente, havia alguns cristãos mas, todos tiveram muito medo de ficar de pé. Bem.... há alguns anos chegou a vez de um jovem cristão mais intrépido que tinha ouvido sobre a fama daquele professor. O jovem estava com um pouco de medo, mas, por 3 meses daquele semestre orou todas as manhãs, pedindo que tivesse coragem de se levantar, não importando o que o professor dissesse ou o que a classe pensasse. Nada do que dissessem abalaria sua fé... ao menos era seu desejo. Finalmente o dia chegou. O professor disse:
- Se há alguém aqui que ainda acredita em Jesus ou em Deus, que fique de pé! O professor e os 300 alunos viram, atônitos, o rapaz levantar-se no fundo da sala. O professor gritou:
- Você é um TOLO!!! Se Deus existe impedirá que este giz caia ao chão e se quebre! E começou a erguer o braço, quando o giz escorregou entre seus dedos, deslizou pela camisa, por uma das pernas da calça, correu sobre o sapato e ao tocar no chão simplesmente rolou, sem se quebrar. "O queixo do professor caiu" enquanto seu olhar, assustado, seguia o giz. Quando o giz parou de rolar levantou a cabeça... encarou o jovem e... saiu apressadamente da sala. O rapaz caminhou firmemente para a frente de seus colegas e, por meia hora, compartilhou sua fé em Jesus. Os 300 estudantes ouviram, silenciosamente, sobre o amor de Deus por todos e sobre seu poder através de Jesus.
Muitas vezes passamos por situações em que acreditamos que "nosso giz" - uma situação delicada qualquer - vai quebrar, não vai dar certo. Mas Deus, com sua infinita sabedoria e poder faz o contrário - apesar de sempre demonstrar que não quebra as regras que estabeleceu para a natureza com frequência, muito menos por motivo fútil ou abuso. Ele nos surpreende de forma entendível ou não e honra nossa iniciativa de explicar a razão da nossa fé, fazendo-o com mansidão, aproveitando a oportunidade, como até o discípulo mais rude de Jesus nos ensinou a agir desta forma em 1a Pedro 3.15,16.
EU ESTOU DE PÉ!!! Alguém me acompanha?
Prof. Angelo M. Moreira da Rocha



quarta-feira, 18 de novembro de 2009

FAMÍLIA SENTIMENTOS V - A brincadeira infantil...


A família sentimentos continua em ação, pois ela não é fictícia como se pode pensar e permanece vivendo “a todo o vapor”. Você mesmo pode reconhecer alguns dos seus membros agindo em qualquer pessoa, o que não é coincidência e sim providência do seu Padrinho Especial e nosso Criador Eterno que nos permite conhece-los e, quem sabe, ajudar alguns deles.
Agora vamos ver o que acontece quando a Paixão resolve convidar seus parentes para tomarem um café acompanhado de tentadores biscoitinhos em sua casa. Todos os convidados compareceram. Após tomarem o café, a Paixão propôs:
- Vamos relembrar nossos tempos de criança e brincar de esconde-esconde?
- O que é isso? Perguntou logo a Curiosidade, parecendo não ter tido infância direito.
- Esconde-esconde é uma brincadeira em que eu conto até cem e vou procurar. O primeiro a ser encontrado será o próximo a contar e o último ganha um beijo, explicou a Paixão.
Todos acenaram afirmativamente, aceitando a brincadeira, mesmo que alguns tenham demonstrado pouca convicção em sua decisão de participação.
Mal a Paixão começou a contar até cem, a Alegria foi a primeira que correu lépida e saltitante, para o meio do jardim procurando uma moita; já a Tristeza começou a chorar, pois não achava um local apropriado para se esconder, concluindo que não havia espaço para ela. A Inveja acompanhou o Sucesso e se escondeu muito satisfeita perto dele, atrás de uma pedra.
A Paixão continuava a contar e os seus amigos iam se escondendo. O Desespero ficou apavorado ao ver que a Paixão já estava no noventa e oito, noventa...
Cem! Gritou a Paixão: - Acabou a contagem, vou começar a procurar, quero achar todos vocês!
A primeira a aparecer foi a Curiosidade já que não agüentava mais, querendo saber como a Paixão reagiria ao achar o primeiro e quem seriam os próximos. A Paixão não deu muita "bola" para ela e, ao olhar para o lado, viu a Dúvida em cima do muro, sem saber em qual dos lados se esconderia melhor. Outro que apareceu logo foi o Orgulho dizendo:
- Esta brincadeira não é para nós. Eu e minha irmã Vaidade não somos de nos esconder.
E assim foram aparecendo um a um, a Alegria foi denunciada pela risada constante, a Tristeza, encolhida num canto choramingava para variar, a Timidez pode ser vista atrás de um pano branco pelo rubor encabulado de sua face...
Quando parecia que estavam todos encontrados e reunidos, a Sabedoria perguntou:
- Onde está o Amor?
Ninguém o tinha visto. A Paixão ficou preocupada e começou a procurar, dizendo:
- Mas, logo o Amor! Ele tem que aparecer. Procurou em cima da montanha, nos rios, debaixo e atrás das pedras e nada do Amor aparecer. Olhando para todos os lados, a Paixão viu uma roseira, pegou um pauzinho, começou a procurar entre os galhos, e de repente ouviu um grito. Era o Amor, gritando por ter sido empurrado por aquele pedaço de pau, fazendo com que ele furasse um dos seus olhos num espinho.
A Paixão não sabia o que fazer. Pediu desculpas, implorou pelo perdão do Amor e até prometeu servi-lo para sempre, acompanha-lo ou fazer a sua vontade seja qual fosse.
O Amor, apesar de passar a enxergar muito pouco, aceitou as desculpas, mas não quis a companhia permanente da Paixão com ele. Mesmo assim, até hoje, a Paixão sempre desponta junto com o Amor quando ele aparece e o torna de certa forma, cego. No entanto, com a intervenção daquele que se tornou um velho amigo da família desde que tinham saído daquela ilha onde moravam, o Dr. Tempo, o Amor acabou por ser curado. Passou a enxergar tudo, e cresceu livre da Paixão que, apesar de continuar tentando andar junto com o Amor, foi se encontrar com a Loucura, sua amiga íntima que não teve equilíbrio para participar desta brincadeira, saudável de mais para ela.

Em 18.11.09 - Prof. Angelo M. Moreira da Rocha

sábado, 7 de novembro de 2009

A FAMÍLIA SENTIMENTOS IV – O Amor e suas caminhadas

Dois amigos do Amor gostavam muito de acompanhá-lo em suas caminhadas. Um deles era um elegante rapaz chamado Sucesso e o outro uma jovem muito gorda e cheia de vida chamada Fartura.
Um certo dia eles fizeram um trajeto diferente e, quando já iam retornar o Amor decidiu parar em frente a uma bonita casa para descansar um pouco. A dona da casa vendo aquela turma simpática sentada no meio fio bem na direção de sua casa, perguntou seus nomes e resolveu convidá-los para entrar, tomar um copo d’água e “bater um papinho”. O Amor respondeu ao convite perguntando:
- O dono da casa está ?
- Sim, já estou chamando-o para recebê-los comigo.
- Neste caso, tudo bem, aproveite para decidir com ele quem vai entrar – completou o Amor.
- Por que quem ? Eu convidei os três ! Disse aquela senhora.
- Mas não podemos entrar juntos, vocês tem que decidir qual de nós deve ser o escolhido. O dono da casa chegou, escutou e deu a sua opinião:
- Vamos convidar a Fartura, é uma moça simpática e quem não gosta de fartura ?
- Espera aí – disse a esposa – eu prefiro chamar o Sucesso que também tem relação com o que é desejado por tantas pessoas. A filha mais velha do casal, escutou o debate e disse:
- Já que vocês não chegaram a um acordo, que tal chamar o Amor para entrar na casa ?
- É filha, vamos dar razão a você, disseram o casal, e decidiram chamar o Amor para a casa.
Porem, quando o amor entrou na casa os outros dois o acompanharam. E aquela família ficou sem entender o que estava acontecendo, porque eles foram obrigados a escolher um só deles, e agora todos aceitaram o convite ? Perplexos, ouviram a explicação do Amor:
Quando o amor entra numa casa, traz consigo sempre a fartura e o sucesso de forma equilibrada e bem disposta. Permanecendo na casa ele ainda traz outras grandes companhias, como a paz e a saúde, por exemplo. Mas quando se busca somente a Fartura ou o Sucesso as boas companhias ficam de fora. E lamentam o ocorrido, pois só priorizando o amor conseguimos muitos dos acréscimos desejados pelo ser humano e colocados ao seu dispor pelo Deus Criador, com esta condição de prioridade, extraída da Sua própria essência amorosa, que também nos levará a conhecê-Lo melhor e saber qual é a Sua boa, agradável e perfeita vontade para cada um de nós.

Em 07.11.09 Prof. Angelo M. Moreira da Rocha

VOLTAMOS AS FOTOS 2



VOCÊ CONHECE ALGUM CIDADÃO LOCAL NESTA FOTO? CASO POSITIVO AVISE A ELE E TAMBÉM A MIM (COMENTÁRIO OU OUTRO MEIO)

VOLTAMOS AS FOTOS 1


VOCÊ CONHECE ALGUM CIDADÃO LOCAL NESTA FOTO? CASO POSITIVO AVISE A ELE E TAMBÉM A MIM (COMENTÁRIO OU OUTRO MEIO)